Seu gato pode estar doente? Pode ser difícil saber se mudanças sutis em seu gato indicam um problema de saúde. Os gatos são especialistas em esconder doenças. Na natureza, esse instinto pode protegê-los de predadores ou outros gatos que podem ser uma ameaça.

O gato doméstico de hoje tem a mesma tendência de evitar a vulnerabilidade, mesmo que a única ameaça potencial seja um companheiro de casa. Mesmo os gatos em lares com um único animal de estimação tendem a ter o instinto de autoproteção.

Há outra razão pela qual os gatos e muitos outros animais têm menos probabilidade de mostrar dor ou doença: eles simplesmente não têm uma relação emocional com seu desconforto. Os animais tendem a aceitar a dor ou a doença como o novo normal e seguir em frente. Pode não ser até que estejam extremamente doentes que sua doença se torne óbvia para os humanos.

Saiba como identificar se o seu gato está com dor.

Veterinária para felinos em São Paulo

A clínica Uau Uau Que Mia conta com veterinária especialista em gatos em Santo André – SP. Atende toda região de São Paulo e ABC Paulista. Conta com diversas opções de exames laboratoriais para animais de estimação, bem como especialistas em câncer e tumores em gatos, tratamento endócrino em cachorros e gatosoftalmologista, ortopedista veterinário e mais.

Fale conosco e marque uma consulta.

Sinais de que seu gato está doente

No momento em que você realmente percebe que algo está errado com seu gato, isso pode estar acontecendo há mais tempo do que você pensa. Observe as mudanças sutis no comportamento e observe mais. Observe o comportamento e a linguagem corporal do seu gato. Algo parece errado? Saiba o que é normal para gatos e saber o que é normal para o seu gato. Nunca ignore os sinais óbvios de doença. 

Confira também as doenças mais comuns em gatos, um guia especial que preparamos para tirar todas as suas dúvidas sobre a saúde do seu felino.

Em caso de dúvida, entre em contato com seu veterinário para obter conselhos. 

Gengiva branca ou vermelha no gato

Como saber se meu gato está doente - sintomas para você identificar 2

Se você suspeitar de um problema, verifique as gengivas. As gengivas do gato devem ser de um rosa profundo, como a humana. Se você pressioná-las com o dedo, elas devem retornar ao rosa dois segundos depois de levantar o polegar. Mas se as gengivas do gato estiverem com outra cor, veja a seguir:

  • Gengivas muito pálidas ou repintamento lento podem indicar anemia felina, má circulação.
  • Língua ou gengivas azuladas podem significar falta de oxigênio com risco de vida.
  • Gengivas vermelhas brilhantes podem indicar superaquecimento ou envenenamento por monóxido de carbono, e gengivas amarelas são um sintoma de icterícia.
  • Pequenas manchas vermelhas podem indicar um problema de coagulação do sangue. Problemas nos dentes e gengivas costumam causar mau hálito e dor, com vermelhidão ao redor da linha gengival.

Gato vomitando 

O vômito não é normal em gatos. Algumas pessoas acham que um gato pode vomitar em intervalos de alguns dias, mas não está. Coisas como vômitos raros ou uma bola de pelo ocasional não são preocupações. No entanto, gato vomitando com frequência ou de forma aguda, expelindo líquidos com cores estranhas, justifica uma visita ao veterinário.

Gato com diarreia 

A diarreia pode indicar indiscrição alimentar, parasitas intestinais e uma variedade de outros problemas. Se não for tratada, a diarreia pode causar desidratação e mais inflamação intestinal. Também é muito desconfortável para o seu gato. Agende uma consulta com o veterinário e, se possível, traga uma amostra de fezes.

Gato sem apetite

A perda de apetite pode ser normal para gatos, mas ainda assim não deve ser ignorada. Se o seu gato pula uma refeição ocasional, mas come normalmente, então você deve ficar atento para as tendências. Se o seu gato parar de comer completamente ou estiver comendo apenas pequenas quantidades, você precisa envolver o seu veterinário. 

A falta de alimentação mesmo por alguns dias pode levar a um problema sério chamado fígado gorduroso ou lipidose hepática. Entenda melhor as doenças hepáticas em pets.

Gato comendo muito

O aumento do apetite também pode ser uma preocupação, especialmente se surgir repentinamente em um gato mais velho. O hipotireoidismo pode ser a explicação, mas seu veterinário precisará fazer testes para ter certeza. O aumento do apetite não deve ser ignorado, mesmo em gatos mais jovens. No mínimo, pode levar a excessos e obesidade.

Gato ganhando ou perdendo muito peso

As mudanças de peso em gatos são sempre preocupantes, seja no ganho ou na perda. Qualquer um dos dois pode ser sinal de um problema de saúde latente. A perda de peso é mais urgente a curto prazo, ao passo que o ganho de peso costuma ser mais prejudicial com o tempo. Perda de peso repentina e a dificuldade em ganhar peso são sintomas comuns da doença do fígado em gato. Se você não tem certeza sobre o peso do seu gato, marque uma consulta no veterinário para um check-up ou pelo menos um controle de peso. 

Gato com letargia

Letargia é um sinal de problema, mesmo que sutil. Entre em contato com o veterinário se o seu gato parecer estar deitado muito, dormindo mais do que o normal ou apenas tiver um baixo nível de energia. Provavelmente algo está acontecendo com a saúde do seu gato.

Gato com sede

O aumento da sede pode significar muitas coisas nos gatos. Na maioria das vezes, isso significa que há um problema nos rins ou no trato urinário. Muitos proprietários nem mesmo veem seus gatos beberem água. Então, se você começar a notar seu gato perto da tigela de água mais do que antes, isso significa algo. 

Entenda mais por que o gato bebe tanta água e como isto pode ser sinal Doença renal em gatos, Diabetes mellitus em gatosHipertireoidismo em gatos e Doença do trato urinário.

Como saber se meu gato está doente - sintomas para você identificar 3

Gato fazendo muita urina

Mudanças na micção são sempre importantes para resolver. Eles geralmente indicam um problema do trato urinário ou renal. Se você notar uma mudança na frequência ou quantidade de urina, micção inadequada ou sangue na urina, marque uma consulta com o veterinário. Se o seu gato está com força para urinar e não sai nada, isso pode ser uma emergência, principalmente em gatos machos. Leve seu gato a um veterinário imediatamente.

Gato com respiração estranha

Alterações na respiração, como respiração ofegante, respiração rápida, falta de ar e respiração rouca, nunca devem ser ignoradas. Estes são sintomas muito comuns em gatos com problemas de hipertensão. Se o seu gato não estiver respirando normalmente, pode ser melhor ir a uma clínica de emergência. Se os sinais forem muito leves, consulte o seu veterinário regular assim que possível.

Gato espirrando

É normal o gato espirrar as vezes. Mas se o espirro está frequente, constante e está fazendo mau para o gato, fique alerta. Gripe felina, rinite em gatos, alergias e até eventuais tumores podem ser a causa do problema.

Saiba mais sobre por que seu gato está espirrando.

Gato com secreção nos olhos

A secreção dos olhos ou nariz indica uma possível infecção respiratória superior. Isso pode fazer seu gato se sentir mal e parar de comer. Pode ser contagioso para outros gatos em sua casa, especialmente no caso da conjuntivite felina. Seu veterinário pode recomendar medicamentos para ajudar seu gato a se recuperar mais rápido.

Gato com secreção nos ouvidos

Resíduos de ouvido ou secreção podem significar que seu gato tem uma infecção no ouvido ou até parasitas como ácaros da orelha. Esperar para resolver isso pode fazer com que o tímpano seja afetado. Além disso, é muito desconfortável para o seu gato.

Gato com pele irritada e perda de pelo

Irritação da pele ou perda de cabelo podem ser um sinal de alergia, parasitas externos ou outra doença da pele. Também é provável que seja doloroso ou coceira. Não deixe seu gato sofrer desnecessariamente. Seu veterinário pode oferecer opções de tratamento. 

Gato miando muito

O aumento da vocalização pode significar que seu gato está doente, com dor, estressado ou apenas entediado. É importante descartar um problema de saúde antes de explorar o lado comportamental desse problema.

Gato que não para de se lamber

Como saber se meu gato está doente - sintomas para você identificar 4

A limpeza excessiva pode ser comportamental, mas também pode significar que seu gato tem um problema de pele ou está com dor. Se você notar uma limpeza excessiva, comece com uma visita ao veterinário para tentar descobrir a raiz do problema.

Gato com comportamento diferente

Mudanças de personalidade podem ser normais quando acontecem ao longo do tempo, especialmente com a idade do gato. No entanto, se seu gato normalmente amigável está mostrando agressividade, ou seu gato feliz e confiante de repente está agindo com medo, há uma necessidade de explorar mais com seu veterinário. Se o seu gato parece confuso ou desorientado, então é uma situação ainda mais urgente. Conheça algumas verdades e mitos sobre o comportamento dos gatos.

Gato mancando, com dificuldade de pular

Mancar e dificuldade em pular são sinais de uma lesão ou condição como artrite. Não presuma que seu gato não está com dor porque está comendo e agindo normalmente. Consulte o seu veterinário para que a lesão ou condição possa ser tratada adequadamente.

Gato com inchaço

O inchaço em qualquer área do corpo não deve ser ignorado. Pode ser uma ferida que se transformou em um abscesso. Pode até ser um tumor. Observe de perto a área inchada. Se estiver dolorido, quente ao toque ou não melhorar em um ou dois dias, consulte o seu veterinário.

Gato com mau hálito

O mau hálito é um sinal de problemas dentários. A halitose leve pode não ser urgente, mas significa que os dentes do seu gato devem ser examinados em breve. O mau hálito grave deve ser resolvido mais cedo. Além disso, prestar atenção para salivação excessiva e sangramento na boca. Se o seu gato tem uma infecção oral, ele expõe todo o corpo às bactérias na boca. Isso pode causar problemas no coração e em outros órgãos.

Situações de emergência

Certas situações podem ser consideradas urgentes. Você não deve esperar por uma consulta no veterinário quando seu gato estiver passando por uma emergência. Mantenha as informações sobre os veterinários após o expediente à mão, caso precise ir a um. Se você ver os sinais de uma emergência, não demore. Vá imediatamente ao veterinário aberto mais próximo.

  • Trauma (exemplos incluem queda de altura ou atropelamento de carro)
  • Dificuldade para respirar
  • Gomas que são azuis, brancas ou muito claras
  • Colapso, inconsciência ou falta de resposta
  • Apreensão
  • Tontura, desequilíbrio ou circular
  • Incapacidade de andar
  • Sangramento moderado a abundante 
  • Exposição a uma substância venenosa
  • Dor intensa (mostrando sinais como gritar alto e excessivamente ou agir agressivamente ao ser tocado)
  • Temperatura corporal acima de 40º ou abaixo de 38º
  • A temperatura normal do gato é de 39º geralmente
  • Não se alimentou adequadamente em 24 horas

Se você notar alguma coisa que seu gato faz que o preocupe, é melhor prevenir do que remediar. Você pode ligar para o seu veterinário ou para o veterinário de emergência se precisar de ajuda para decidir se algo é uma emergência.

Como prevenir doenças em gatos

Consulta com veterinário especialista em gatos

Muitos proprietários subestimam a importância dos cuidados veterinários de rotina para gatos. Eles podem esperar vários anos para levar seus gatos ao veterinário para check-ups, revisão das doenças cardíacas. Pior, às vezes esperam até que o gato adoeça. É compreensível que as pessoas queiram evitar colocar seus gatos sob o estresse de uma visita ao veterinário. Alguns gatos ficam muito ansiosos ou mesmo agressivos no veterinário. 

Escolha a clínica veterinária para felinos

Em vez de esperar, tente encontrar uma clínica veterinária que seja menos estressante para seu gato. Muitas práticas amigáveis ​​aos felinos estão por aí, algumas até práticas apenas para gatos. Como alternativa, você pode considerar encontrar um veterinário móvel que possa ir até sua casa. Muitos gatos se dão melhor em um ambiente familiar.

Clinica Veterinária em Santo André
Clinica Veterinária em Santo André

Exames veterinários

Os exames veterinários anuais são essenciais para os gatos. Gatos idosos podem se beneficiar de check-ups semestrais e do trabalho de laboratório de rotina. Essas visitas dão ao veterinário a oportunidade de examinar seu gato quando ele parece saudável. O veterinário pode encontrar pequenas anormalidades no exame que indicam um pequeno problema antes que seu gato fique realmente doente. A detecção precoce pode significar que você e seu veterinário podem agir antes que a doença se torne séria.

Alimentação para gatos

Você também pode manter seu gato o mais saudável possível, alimentando-o com uma dieta saudável. Uma dieta saudável pode ajudar seu gato a evitar a obesidade e uma ampla variedade de outros problemas de saúde. Muitos veterinários recomendam dietas úmidas ricas em proteínas e pobres em carboidratos.

Confira também os alimentos proibidos pára gatos e cachorros.

Atenção aos vermes e parasitas em felinos

Certifique-se de usar a prevenção de parasitas de rotina, conforme recomendado pelo seu veterinário. Isso pode evitar que pulgas, parasitas intestinais e outros parasitas deixem seu gato doente. Veja como saber se o gato tem vermes.

Castração de felinos

Em 80 a 90% dos casos, a castração em gatos também elimina ou reduz a frequência dos comportamentos relacionados com a reprodução. A redução destes comportamentos tem muitas consequências positivas tanto para o gato como para o dono. Para os gatos com acesso ao exterior, quanto menos fugirem menor risco têm de ser vítimas de atropelamento. A menor tendência para lutar com outros machos reduz o risco de ser mordido ou arranhado, evitando a transmissão de algumas doenças muito graves, como a imunodeficiência e a leucemia felina.

Entre em contato para castração em gato em Santo Andre – SP.

Uma casa feliz

Ofereça um lar feliz e sem estresse para seu gato. Mantenha água fresca disponível o tempo todo e muitas caixas de areia limpas e acessíveis em sua casa. Em casas menores ou com vários gatos, forneça um espaço vertical, como árvores para gatos e prateleiras de parede.