É anormal para um gato vomitar diariamente ou até várias vezes por mês. Se o seu gato está vomitando com frequência, pode ser um problema simples, como bolas de pelo. Isso pode indicar que seu gato comeu uma substância tóxica ou tem uma doença grave. Qualquer que seja o motivo que você suspeite, consulte seu veterinário o mais rápido possível. Um exame completo pode fornecer um diagnóstico preciso e fornecer opções de tratamento.

Se você suspeitar que seu gato (ou qualquer animal de estimação) tenha comido algo venenoso, ligue imediatamente para o seu veterinário.

Em Santo André recebemos muito casos assim em nossa clínica veterinária, tutores de felinos buscando ajuda para saber como agir com seu gato vomitando. Entre em contato conosco e marque uma consulta com nossa especialista em gatos.

Por que gatos vomitam

Muitas condições e circunstâncias fazem com que os gatos vomitem repetidamente. Pode ser uma coisa passageira ou um sinal de um sério problema de saúde. A chave para corrigir o problema é identificar a causa.

Comer rápido demais

Uma possível causa benigna para vômitos frequentes é que seu gato come muita comida, muito rápido. Isso pode acontecer com qualquer gato saudável. Você notará que seu gato vomita alimentos mal digeridos ou não digeridos imediatamente após comer.

Alergias a comida

Os alérgenos alimentares mais comuns em gatos são carne, peixe e frango. Outros ingredientes também podem levar a alergias. Gatos com alergias alimentares são tratados com dietas especiais contendo ingredientes aos quais não foram expostos antes.

Vômitos frequentes em gatos - Causas, Tratamento e Prevenção 1

Alguns gatos também podem sofrer distúrbios digestivos devido a sensibilidades e alergias alimentares . Preste muita atenção a qualquer comportamento que seu gato apresente antes e depois de comer. Além de vômito, ela tem diarreia, manchas carecas ou coceira na pele? Discuta essas observações com seu veterinário e siga os conselhos dele sobre mudanças de alimentos.

Alguns gatos podem precisar de um alimento especial ou terapêutico para resolver o problema. Outros podem precisar de testes ou medicações mais intensos para resolver o problema e reduzir o vômito. Não tente diagnosticar a alergia do seu gato em casa, pois mudar a comida dela por conta própria pode acabar perturbando mais o estômago do seu gato se não for feito corretamente.

Sempre erre por precaução e, se algo não parecer certo, leve seu gato ao veterinário imediatamente. Embora o vômito seja causado por esses problemas facilmente resolvidos, cada gato é diferente e o seu veterinário é a pessoa mais qualificada para diagnosticar o problema subjacente que está causando a seu vomitamento.

Envenenamento ou intoxicação

O vômito súbito também pode ser causado por envenenamento, que é uma emergência. Existem várias fontes de toxinas em uma casa comum:

Anticongelante: O etileno glicol é um ingrediente venenoso do anticongelante. É atraente para cães e gatos porque tem um sabor doce. Os sinais de envenenamento incluem náusea e vômito.

Outras toxinas domésticas e de quintal: Medicamentos humanos, produtos de limpeza tóxicos, inseticidas e sprays de quintal e jardim para controlar ervas daninhas e pragas têm o potencial de envenenar seus animais de estimação.

Guloseimas e petiscos trocados: Embora não seja muito comum, quando as notícias de um recall de alimentos para animais de estimação são divulgadas, observe. Alguns recalls são porque os alimentos contêm toxinas perigosas. Leia sobre as marcas de alimentos afetadas e verifique se você não tem nenhuma em sua casa. Se o fizer, siga as instruções de recall e descarte-as imediatamente.

Doença inflamatória intestinal felina

A doença inflamatória intestinal felina é outra causa de vômito. 1 Geralmente é acompanhado por diarreia e perda de peso. Essa doença pode ocorrer em qualquer lugar do trato intestinal de um gato, incluindo o estômago (gastrite), o intestino delgado (enterite) ou o intestino grosso (colite).

Pancreatite em gatos

A pancreatite é a inflamação do pâncreas, que faz parte dos sistemas endócrino e digestivo. Gatos com pancreatite mostram vômitos, letargia, diarreia, febre e falta de vontade de beber água ou comer.

Doença Renal Crônica

Doença renal crônica é comum em gatos mais velhos. Os rins filtram os resíduos do sangue. Eles equilibram nutrientes e desempenham um papel no controle da pressão arterial. Os sinais de doença renal crônica felina incluem vômitos, letargia, diarreia, perda de peso e aumento do consumo de água. Embora a doença renal crônica felina seja uma doença progressiva, a intervenção anterior pode levar a melhores resultados.

Diabetes felino

Diabetes é outra doença endócrina. Assim como a pancreatite, o vômito é comum e, frequentemente, um dos primeiros sinais de que algo está errado. Outros sinais incluem aumento da sede, fome e micção, bem como perda de peso e fraqueza muscular.

A diabetes mellitus em gatos é uma doença muito importante, no blog da nossa clínica veterinária, já trabalhamos diversas vezes este tema nos artigos seguintes:

Sintomas, tratamento e remissão da Diabetes felina

Diabetes mellitus em gatos – consequências e como tratar

Perguntas e Respostas sobre diabetes em gatos

Hipertireoidismo

Vômitos frequentes em gatos - Causas, Tratamento e Prevenção 2

O vômito frequente, juntamente com o aumento do apetite e perda de peso, também são indicadores de hipertireoidismo 1 ou de uma glândula tireoide hiperativa, que faz parte do sistema endócrino. Você também pode procurar sinais como irritabilidade, diarreia, fraqueza e sede excessiva. Além disso, o pelo do seu gato pode parecer que não está sendo tratado normalmente.

Neste artigo exploramos longamente o hipertireoidismo felino e seus sintomas e causas.

Lipidose hepática

A lipidose hepática também é conhecida como ‘doença hepática gordurosa’. Embora não seja a principal causa de vômito, o vômito persistente pode levar à lipidose hepática. Esta doença pode ser fatal. No entanto, muitas vezes é reversível, desde que seja rapidamente diagnosticado e tratado.

Bolas de pelo causam vômito em gatos

À medida que os gatos envelhecem, seus corpos mudam e seu vômito pode ser uma maneira de dizer se essas alterações são normais ou anormais.

Embora o vômito do gato possa ser causado pela ingestão de uma parte da planta da casa ou pela ingestão de um pedaço de um brinquedo, seu gato pode ficar com uma dor de estômago devido ao excesso de higiene. Isso geralmente reaparece como uma bola de pelo.

Embora um gato vomitar uma bola de pelo de vez em quando seja normal, há momentos em que você pode precisar se preocupar. As bolas de pelo não devem ser dolorosas, frequentes ou difíceis para o seu gato passar. Embora bolas de pelo sejam comuns em gatos, elas não são motivo de riso. As bolas de pelo que não são vomitadas podem causar obstrução intestinal. É necessária cirurgia para remover a obstrução.

Tratamento para vômito em gatos

Tratamento para gato vomitando

Se o seu gato vomitar por dois dias seguidos, ligue para o seu veterinário. Eles irão determinar se o seu gato deve ser examinado. Você pode tratar seu gato em casa.

O tratamento para o vômito do seu gato depende da causa subjacente. 1 Por exemplo, o tratamento da doença inflamatória intestinal felina inclui medicamentos. Se o seu gato também tem alergias alimentares , ele precisa de uma dieta com ingredientes limitados. Se seu gato tem doença renal, seu veterinário pode recomendar medicamentos para pressão arterial e aumentar a ingestão de líquidos. O hipertireoidismo pode ser tratado com cirurgia, medicação ou iodo radioativo.

Seu veterinário irá guiá-lo através das opções e ajudá-lo a tomar uma decisão informada com base nas necessidades específicas do seu gato.

Como prevenir o vômito

Você também pode tomar medidas para ajudar a prevenir ou diminuir a frequência de vômitos em seu gato:

Se o seu gato comer muito rápido, tente diminuir as coisas. Alimente pequenas refeições frequentes. Ofereça comida em um prato de papel em vez de em uma tigela. Alimentadores automáticos dispensam uma quantidade específica de comida de cada vez.

Se o seu gato ainda vomitar depois de comer muito rápido, coloque um objeto não comestível (por exemplo, uma bola de golfe) na tigela. Isso força o seu gato a comer ao redor do objeto para escolher a comida. O objeto deve estar limpo e grande o suficiente para que seu gato não possa engoli-lo.

Se você suspeitar de alergias alimentares, uma mudança de dieta está em ordem. Converse com seu veterinário sobre diferentes opções. Certifique-se de ler a lista de ingredientes cuidadosamente.

Os exames veterinários de rotina são excelentes medidas preventivas contra problemas de saúde. Seu veterinário pode diagnosticar condições médicas nos estágios iniciais. Isso dá ao seu gato o melhor prognóstico.

Para evitar a possibilidade de envenenamento, mantenha produtos químicos tóxicos, medicamentos e outros produtos potencialmente perigosos longe do seu animal de estimação. Lembre-se, os gatos são curiosos e podem entrar ou pular em coisas que você não pode suspeitar. Verifique se não há derramamento de anticongelante no chão da garagem ou na garagem. Mantenha seu gato fora da garagem.

Para evitar bolas de pelo, escove seu gato e evite que ele se arrume demais. O uso frequente de uma escova de gato de alta qualidade ou de uma ferramenta de remoção de verniz pode ajudar bastante a prevenir uma emergência veterinária. Você também pode experimentar alimentos redutores de pelos que incluem mais fibras. Embora estejam disponíveis laxantes para ajudar as bolas de pelos a se moverem mais suavemente pelo trato digestivo, não é recomendável dar um laxante ao seu gato sem a aprovação e supervisão de um veterinário.