O câncer é a principal causa de morte em cães acima de 10 anos de idade. Mas metade de todos os cânceres é curável se detectada precocemente, dizem especialistas. Levantamos aqui uma série de perguntas e dúvidas importantes sobre essa doença sobre câncer canino e os mais recentes tratamentos para cães diagnosticados com a doença.

Veterinária para tratamento de câncer em cães em São Paulo

Nossa clínica veterinária em São Paulo tem grande experiência no tratamento oncológico em cachorros e gatos. Contamos com uma equipe de médicos veterinários capacitada para atender todo tipo de tumor em São Paulo:

Cirurgião Veterinário em Santo André
13 perguntas e respostas sobre câncer em cachorros 1
  1. O câncer em cães é comum?

    Tornou-se bastante comum, especialmente em cães mais velhos. Cinqüenta por cento dos cães com mais de 10 anos de idade desenvolvem câncer em algum momento. Vemos linfoma maligno, que é um tumor dos linfonodos. Vemos tumores de mastócitos, que são uma forma de câncer de pele . Existem tumores da glândula mamária ou câncer de mama e sarcomas de tecidos moles. Também vemos uma quantidade razoável de câncer ósseo em cães.

  2. Quais os tipos de câncer mais comuns em cachorros?

    Os 5 tipos mais comuns de câncer em cães são:
    Tumores de mastócitos:
    Os tumores de mastócitos são uma forma de câncer de pele. 
    Os mastócitos são células que residem nos tecidos conjuntivos, especialmente os vasos e nervos próximos à superfície externa do seu cão (pele, pulmões, nariz e boca). 
    Os tumores de mastócitos são classificados de acordo com sua localização na pele, presença de inflamação e quão bem eles são diferenciados.
    Melanoma
    O melanoma é um tipo comum de câncer em cães e é o tumor maligno mais comum da boca de um cão. Os tumores de pele estão entre os tumores mais comuns encontrados em cães e muitos são benignos.
    Linfoma:
    O linfoma é um câncer de um tipo de célula sanguínea (linfócitos) e tecidos linfóides. 
    O tecido linfóide está normalmente presente em muitos locais do corpo, incluindo linfonodos, baço, fígado, trato gastrointestinal e medula óssea.
    Câncer Ósseo (Osteossarcoma):
    Osteossarcoma refere-se ao tumor ósseo mais comum encontrado em cães. O câncer ósseo pode afetar qualquer raça de cão, mas é mais comum nas raças maiores.
    Hemangiossarcoma:
    É um câncer altamente maligno que pode se espalhar rapidamente, causando tumores em quase qualquer parte do corpo. É mais frequentemente encontrado no coração e no baço do cão. Muitas vezes, está no estágio avançado antes de ser diagnosticado.

  3. Quais são alguns dos sintomas do câncer em cães?

    Os sinais de alerta de câncer em cães são muito semelhantes aos das pessoas. Um nódulo ou inchaço, uma ferida que não cicatriza, qualquer tipo de inchaço, linfonodos aumentados, claudicação ou inchaço no osso, sangramento anormal. Esses são todos os sinais clássicos. Mas, às vezes, há pouco ou nenhum sinal, pelo menos no início. Portanto, sempre que um animal não estiver se sentindo bem, ou se houver algo anormal ou errado, o proprietário precisará chamar a atenção do seu veterinário.

  4. O que está causando essas altas taxas de câncer em cães?

    Não podemos afirmar algo específico, mas podemos dizer que os tutores estão cuidando cada vez melhor de seus animais e os pets vivem cada vez mais. Assim estamos vendo mais animais viverem para uma idade em que desenvolvem câncer. Anos atrás, muitos cães morreram de doenças comuns ou foram atropelados. Mas agora temos vacinas e mantemos nossos cães em ambientes fechados, para que eles durem mais. Também parece haver um componente genético em alguns cânceres, porque vimos onde algumas raças parecem mais propensas a câncer do que outras.

  5. Quais raças de cachorro têm mais chance ter câncer?

    Sempre que você tem uma população endêmica, não sabe mais o que está sendo herdado, juntamente com as características que deseja. As pessoas gostam de golden retrievers porque se pelas suas características de aparência e docilidade. Mas o que mais está sendo passado pela genética? Os golden retrievers têm uma forte incidência de câncer. Todas essas raças, e outras, têm tumores específicos que vemos. Isso mostra que provavelmente existem componentes genéticos específicos para alguns tipos de câncer. Mas ainda é uma questão de quanto é a genética versus fatores ambientais.13 perguntas e respostas sobre câncer em cachorros 2

  6. Cachorros sem raça definida têm menos câncer?

    Como os cães de raças mistas são provenientes de um conjunto genético muito maior, seria menos provável que tivessem câncer de base genética. Mas isso não faz nada para cânceres espontâneos ou cânceres causados ​​pelo meio ambiente.

  7. O que posso fazer para ajudar a impedir que meu cão sofra câncer?

    A melhor forma é castrar seu cachorro, especialmente as fêmeas. Se você castrar um cachorro antes do primeiro cio, reduzirá em oito vezes a chance de câncer de mama, apenas por causa da influência hormonal. Uma boa higiene bucal pode ajudar a diminuir o câncer de boca em cães. E se você está comprando um cão de raça pura, verifique sua linha para ver se há um tipo específico de câncer na linha dessa raça. Mas, no geral, a prevenção é difícil porque não sabemos as causas da maioria dos cânceres. Eu acho que, em vez de tentar prevenir o câncer, identificá-lo cedo e tratá-lo rapidamente é a melhor estratégia.
    Câncer de mama em cadelas

  8. Se meu cachorro tem câncer, isso significa que ele vai morrer?

    Absolutamente não. Provavelmente, a maioria dos cânceres que vemos pode ser tratada cirurgicamente. Muitos cânceres de mama, muitos tumores de mastócitos, muitos tumores de pele , sarcomas de tecidos moles, muitos desses tumores podem ser removidos cirurgicamente e curados. Mesmo em situações em que eles avançaram para um linfonodo, existem opções que podem prolongar a vida do seu cão e até curá-lo.

  9. Que tipos de tratamentos estão disponíveis para cães com câncer?

    Existem muitos tratamentos de câncer em cachorros. Há cirurgia, a Quimioterapia e a Eletroquimioterapiaterapia. A quimioterapia em cachorros tornou-se comum. Se você precisar de mais informações, marque uma consulta e saiba mais sobre o tratamento oncológico em cachorros.

  10. O tratamento de tumores em cachorros tem evoluído?

    A oncologia veterinária progrediu surpreendentemente nas últimas duas décadas. Vinte anos atrás, a maioria das pessoas nem sabia que os cães tinham câncer. Hoje é comum encontrar pessoas cujos cães foram tratados para câncer. Atualmente, existem muito mais instalações para o tratamento de câncer canino e existem veterinários que não fazem nada além de tratar o câncer.

  11. Quanto custa tratar um cachorro com câncer?

    O preço do tratamento de câncer em cachorros pode variar muito. Naturalmente isto depende da saúde geral do seu pet, do tipo de câncer e sua evolução. Existem os exames de diagnóstico necessários antes de fazer qualquer tipo de terapia e que podem variar de preço. O tratamento do câncer pode variar de uma cirurgia simples até a mais delicada. Podemos estar lidando com algo complicado que também precisa de quimioterapia junto com a cirurgia. Os preços das opções menos envolvidas em uma clínica veterinária geral podem ser muito menores.

  12. Qual é a taxa de cura para cães com câncer?

    No geral, para todas as doenças malignas que vemos, provavelmente está na faixa de mais de 60%. Existem muitos pacientes com apenas nódulos e inchaços que estão sendo retirados pelo veterinário regular e eles têm um prognóstico muito bom a longo prazo. Agora, se os cânceres não forem tratados, estamos falando de tempos de sobrevivência de alguns meses, não de anos.

  13. Onde tem tratamento de câncer em cães no ABC Paulista?

    A clínica veterinária Uau Uau que Mia tem uma equipe de veterinários capacitados para o tratamento oncológico em cachorros e gatos. Trabalha em rede com diversos especialistas, permitindo assim um grande número de remédios, exames e diagnósticos de diferentes tipos de câncer e tumores em cachorros e gatos.