Você provavelmente está familiarizado com o tártaro, o acúmulo escuro nos dentes dos cães que descolore e os danifica. É o que desencadeia muitos problemas de saúde bucal em seu filhote e causa aquele hálito atroz que ninguém gosta. Começando como placa , a substância pastosa que se forma nos dentes caninos após uma refeição, o tártaro progride para causar doença periodontal que, além de causar dor e graves problemas dentários em estágios avançados, também pode induzir problemas renais e hepáticos e alterações no músculo cardíaco.

Em nossa clínica realizamos a limpeza dos dentes do cachorro e remoção de tártaro. Confira essa e outras cirurgias veterinárias.

Placa e tártaro em cães

A doença periodontal já está em seus estágios iniciais quando seu cão completa três anos e, a menos que medidas preventivas sejam tomadas, ela inevitavelmente avançará e piorará. Portanto, a detecção precoce é crucial para a saúde do seu cão e vital para o seu bem-estar.

Se não forem tratados, os problemas periodontais podem progredir e causar graves problemas de saúde bucal. Os veterinários têm uma escala de classificação para determinar a gravidade da doença periodontal em cães. A escala varia de 0 a 4, onde 0 significa que tudo está normal e 4 indica problemas importantes e avançados. Enquanto a placa em cães pode ser vista e facilmente removida acima da linha da gengiva, a placa e o tártaro que se formam abaixo da linha da gengiva podem ser difíceis de tratar e podem causar infecção no osso maxilar e nos tecidos que conectam os dentes ao osso maxilar.

Após um exame inicial, limpeza dos dentes e quaisquer radiografias necessárias, o veterinário determinará o curso de ação adequado e fornecerá opções a serem consideradas, dependendo dos resultados.

Os sinais de muita placa bacteriana nos dentes dos cães

Existem vários sinais diferentes a serem observados ao examinar a boca do seu cão. A boca do seu cachorro exibe algum dos sinais a seguir?

  • Gengivas inflamadas
  • Dentes descoloridos
  • Manchas nos dentes
  • Perda de dentes
  • Mal hálito
  • Pus dentro da boca

Se o seu cão apresentar algum dos sintomas acima, você deve entrar em contato com o veterinário e procurar aconselhamento antes de tentar métodos para remover a placa bacteriana dos dentes do seu cão.

Foto de tártaro em cachorro

Veja aqui algumas fotos de cachorro com tártaro nos dentes para você identificar.

Por que a placa bacteriana é indesejável?

Um grande acúmulo de placa pode ser um problema real para o seu cão. Isso ocorre porque, uma vez que a placa endurece, ela se transforma em tártaro. Um cão com tártaro pode sofrer de várias doenças. Esses incluem:

  • Gengivite  – esta condição gengival é talvez uma das mais conhecidas quando se trata de problemas dentais em cães. Nos primeiros estágios de gengivite em cães, seu animal de estimação começará a desenvolver mau hálito. Também haverá um tártaro amarelo acumulado nos dentes do seu cão. Se não for tratada, as gengivas do seu cão podem começar a inchar e uma linha vermelha ao longo das gengivas também pode aparecer. Os estágios finais da gengivite podem abrir a porta para diferentes formas de doenças gengivais, juntamente com a perda do dente.
  • Doença periodontal  – Se a gengivite não for tratada, pode levar à doença periodontal. Esta condição faz com que a gengiva de um cão retraia do dente. Quando isso acontece, a gengiva deixa um espaço também conhecido como ‘bolso’. Esta ‘bolsa’ pode então infeccionar e, se não for tratada, a gengiva e o tecido que suporta o dente são destruídos.
  • Abcessos  – um abscesso é uma coleção de pus que se acumula ao redor de um ou mais dentes do seu cão. Esse pus deixa a gengiva ao redor do dente inchada e vermelha. Quanto mais pus na boca do seu cão, mais dor ele sentirá. É por isso que é importante abrir regularmente a boca do seu cão e verificar os dentes.

Cirurgia para remover tártaro

A Tartarectomia é a cirurgia veterinária para remover ou tirar o tártaro e a placa bacteriana dos dentes caninos.

Cirurgia para remover tártaro em cachorro
Tartarectomia – remoção de tártaro

Limpeza de tártaro em cães é perigoso?

Todo procedimento cirúrgico tem algum risco, logo, deve ser executado por médicos veterinários qualificados com equipamentos esterilizados em ambientes adequado. O procedimento da tartarectomia canina exige a anestesia do animal muitas vezes, além de haver o risco de danificar o dente ou gengiva. Aqui na Clínica Veterinária Uau Uau Que Mia, nunca tivemos nenhum problema com este procedimento e já possuímos grande experiência.

Qual é o preço da limpeza de tártaro em cachorro?

O preço da tartarectomia pode variar de R$ 200 a R$ 350 mais medicação eventual que o médico veterinário recomende. Entre em contato com nossa equipe para marcar uma consulta, tirar dúvidas e realizar a limpeza dos dentes do seu cachorro.

Quanto tempo dura a limpeza de tártaro em cães?

Em geral a limpeza de tártaro dura um bom tempo em cachorro. Você deve visitar o veterinário novamente quando começar a notar manchas nos dentes do cachorro novamente. Também é possível evitar e diminuir estas manchas com o tratamento odontológico adequado, como o citado abaixo.

Limpeza de tártaro em cães em Santo André

A nossa clínica veterinária realiza diversos procedimentos de saúde e cirúrgicos em cães e gatos. Um dos mais populares é a limpeza de tártaro. Contamos com médicos veterinários especialistas e anestesista para garantir a saúde e bem estar do seu pet.

Entre em contato para agendar uma consulta.

A escovação dos dentes pode eliminar a placa bacteriana em cães

Depois que uma limpeza completa e profissional dos dentes do cão for realizada, é extremamente importante que você estabeleça uma rotina de limpeza em casa para manter a boa saúde bucal do seu cão. Uma das melhores e mais eficazes maneiras de reduzir e prevenir a formação e o acúmulo de tártaro é escovar os dentes regularmente com um creme dental para cães. É muito importante usar pasta de dente feita especificamente para cães.

Nunca use pasta de dente humana para escovar os dentes do seu cão. Ele contém ingredientes que podem causar problemas como dores de estômago se ingeridos pelo seu filhote. A escovação regular dos dentes do cão pode ajudar a manter a boca do seu animal de estimação saudável, mas um check-up anual é altamente recomendado.

Os cães geralmente se acostumam a escovar os dentes muito rapidamente. Recomenda-se escovar os dentes do seu cão duas vezes ao dia, assim como você faz para você mesmo, mas escovar uma vez ao dia ainda é suficiente. O importante é ser consistente e regular. Os cães se acostumam com a rotina de limpeza e até passam a gostar dela. Muitos elogios e guloseimas ajudam no processo e podem torná-lo divertido e algo que seu filhote ficará ansioso.

Como evitar a placa bacteriana nos dentes dos cães

Para garantir que a placa do cão não se torne problemática, existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a prevenir o acúmulo:

  • Escove os dentes do seu cão uma vez por semana com uma escova de dentes para cães.
  • Dê guloseimas dentais ao seu cão.
  • Dê ao seu cão uma limpeza e descamação profissional.

Se a placa bacteriana nos dentes do seu cão se tornar um problema recorrente, converse com seu veterinário sobre como tratar a placa problemática do cão.

Produtos para ajudar a eliminar a placa bacteriana e o tártaro em cães

Além da escovação, existe uma variedade de guloseimas e produtos para animais de estimação que ajudam na prevenção do tártaro em cães. Embora existam alguns produtos incríveis sendo anunciados, lembre-se de que nem todos são eficazes, e discutir as opções com seu veterinário é sempre a melhor abordagem. Um profissional lhe dará bons conselhos sobre produtos que funcionarão. Seu veterinário também fornecerá ótimas recomendações para as necessidades e circunstâncias específicas do seu cão.

Considere os benefícios de vegetais como cenouras e frutas vermelhas e o grande efeito de limpeza que eles têm nos dentes caninos. Além disso, pense em aditivos para água que podem reduzir muito a contagem de bactérias na boca do seu cão.

Raças mais propensas à placa canina

Em suma, sim, certas raças de cães são mais propensas a problemas dentais caninos. Cachorros pequenos e as raças de brinquedo tendem a ter maior probabilidade de desenvolver problemas dentários. Isso ocorre porque as raças pequenas têm bocas menores, o que significa que tendem a correr maior risco de superlotação.

Essa superlotação pode danificar os dentes da boca do seu cão e causar mais placa bacteriana ou outras condições dentais. Outra desvantagem de ter uma boca pequena é que a placa bacteriana e o tártaro dos cães tendem a se acumular rapidamente. Esse acúmulo excessivo de tártaro pode levar a muitos problemas dentários sérios.

Quer você tenha um cachorro pequeno ou não, o atendimento odontológico é importante.