O entrópio é um distúrbio que faz com que as pálpebras rolem para dentro em direção ao olho. Pode afetar a pálpebra superior, a pálpebra inferior ou ambas as pálpebras. Um ou ambos os olhos podem ser afetados. A posição anormal da pálpebra faz com que o cabelo ou os cílios se esfreguem contra o próprio olho. Isso é extremamente desconfortável para o cão – pense em como é ter apenas uma pequena pestana esfregando seu olho.

Agora imagine uma pálpebra inteira cheia de cílios esfregando seu olho – ai! Pior ainda, com entrópio em cães, os cílios ou pelos podem danificar o próprio olho, causando arranhões, cicatrizes e até perfuração. Com o tempo, esse dano pode se tornar grave, comprometendo os olhos e a visão do seu cão.

Entrópio em cachorro

  • Entrópio é quando uma pálpebra fica invertida, ou seja, ela rola em direção ao globo ocular, fazendo com que pelos e cílios esfreguem a superfície do olho.
  • O entrópio é muito doloroso e muitas vezes leva a problemas como conjuntivite, infecções e úlceras.
  • Se não for tratado, o entrópio pode causar cegueira ou até perda de olho.
  • O entrópio é mais comum em cães com excesso de pele / dobras cutâneas e cães com nariz curto.
  • O tratamento para entrópio é feito pelo veterinário oftalmologista. Geralmente envolve uma cirurgia que, se bem-sucedida, provavelmente curará o problema.

O que é entrópio?

Entrópio é quando uma pálpebra rola em direção ao globo ocular, causando pelos e cílios danificar a superfície do olho. O entrópio é muito doloroso e frequentemente causa conjuntivite em cachorro, infecções oculares e úlceras oculares. Entrópio frequentemente afeta os dois olhos. Se não for tratado, o entrópio pode causar dor intensa, cicatrizes e até perda de olho.

Entrópio em cães é geralmente um distúrbio congênito, o que significa que o cão nasce com ele. 

Outro tipo comum de entrópio em cães é o entrópio espástico (espasmos musculares fazem com que as pálpebras esfreguem contra os olhos). Esse tipo de entrópio geralmente se correlaciona com outros problemas oculares, que geralmente são dolorosos, como um corpo estranho no olho ou lesão ou dano à córnea. O entrópio espástico é resolvido usando anestésicos tópicos para interromper os espasmos, seguido pelo tratamento do problema ocular subjacente que está causando os espasmos.

Apesar do entrópio seu umas das doenças mais comuns em cachorros, ela tem suas peculiaridades. Existem algumas outras causas de entrópio em cães, mas elas são muito mais raras.

Kethye Priscila Ortêncio, veterinária em Santo André

Especialista em Oftalmologia Veterinária

Veterinária Kethye Priscila Ortencio (CRMV 25832)

A nossa veterinária especialista em Oftalmologia Veterinária é formada pela UNESP, teom Mestrado em Cirurgia Veterinária com ênfase em Oftalmologia. Kethye pode ajudar a saúde do seu pet. Entre em contato.

Raças de cachorro que tem mais cílios invertidos

Os cães de raça muitas vezes herdam entrópio dos pais, mas também pode ser causado pelo formato do rosto, idade e problemas crônicos de pele (mais detalhes abaixo). Este tipo de entrópio (chamado entrópio conformacional) tem um componente genético, sendo visto com mais frequência em certas raças, como as listadas abaixo:

  • Basset Hound
  • Bloodhound
  • Boxer
  • Bulldog
  • Cavalier King Charles Spaniels
  • Shar-Pei chinês
  • Chow Chow
  • Cocker Spaniel
  • Mastin
  • Pequinês
  • Poodle (especialmente os menores)
  • Pug
  • Rottweiler
  • São Bernardo
  • Shih Tzu

Sintomas do entrópio

Cílio invertidos em cachorros

O que causa entrópio

A pálpebra invertida ou entrópio em cães pode se desenvolver devido a:

Formato do rosto devido a raça

As raças em risco de entrópio incluem aquelas com muita pele ao redor dos olhos, como o Shar Pei, o Chow Chow e o São Bernardo, e as raças de rosto plano, como o Bulldog e o Pug.

Dor

Um olho dolorido geralmente faz com que o globo ocular afunde em seu encaixe, o que pode causar entrópio.

Idade

Assim como nós, os cães desenvolvem a pele flácida com a idade. Pálpebras flácidas tendem a rolar para dentro. O entrópio relacionado à idade é muito comum nos Cocker Spaniels.

Perda de peso

Ocasionalmente, a perda de peso pode levar à pele flácida e entrópio. Saiba mais sobre obesidade em cachorros.

Lesões e problemas de pele a longo prazo

Lesões palpebrais, cirurgia palpebral e problemas de pele que afetam as pálpebras podem causar entrópio.

Tratamento

Felizmente, o entrópio conformacional em cães pode ser tratado. Colírios ou pomadas são geralmente prescritos para proteger os olhos de fricção e aliviar a dor e o desconforto.

Cirurgia

A correção das pálpebras invertidas em cachorros quase sempre requer uma operação. A cirurgia de entrópio visa apertar a pálpebra e impedir que ela role para dentro. A cirurgia exata de que seu cão precisa depende da gravidade do entrópio. É possível que seu cão precise de mais de uma operação para curar o problema.

Saiba mais sobre cirurgia veterinárias.

Filhotes com entrópio

Se o seu cachorro tiver entrópio, é provável que o seu veterinário sugira esperar até os 5 a 12 meses de idade antes de corrigi-lo. Isso ocorre porque pode melhorar à medida que crescem. Seu veterinário pode sugerir um procedimento temporário para manter as pálpebras do filhote em uma posição mais natural e proteger os olhos enquanto elas crescem. Se não for tratado, o entrópio pode causar cegueira.

Colírio

É provável que o seu veterinário prescreva colírios para lubrificar os olhos do seu cão, reduzir a inflamação e tratar qualquer infecção. Compre seus remédios em uma farmácia veterinária competente.

Quando entrar em contato com seu veterinário

Entre em contato com seu veterinário para marcar uma consulta assim que notar algo de errado com os olhos do seu cão. Não espere para ver se o problema melhora – os problemas oculares geralmente pioram rapidamente e os olhos são preciosos demais para serem deixados ao acaso.

Você conhece melhor o seu cachorro. Se eles não apresentarem os sintomas listados aqui, mas você ainda estiver preocupado, é sempre melhor entrar em contato com seu veterinário. Saiba quando levar seu pet ao veterinário.

Cuidados contínuos

Após a cirurgia, seu cão precisará usar um cone de cabeça (coleira imbecil) para impedi-lo de esfregar e coçar o (s) olho (s) – você precisará garantir que o mantenha em funcionamento 24 horas por dia, sete dias por semana, até que seu veterinário diga o contrário. Alguns cães precisam de mais de uma operação para corrigir o problema, mas, uma vez recuperados com sucesso, é provável que não apresentem dor e que não sofram de entrópio novamente.

Prevenção de entrópio

Não devemos procriar de cães que sofreram com entrópio porque é provável que sejam passados ​​para seus filhotes.

Se o seu cão desenvolver algum problema de pele, faça com que ele seja tratado rapidamente, para não causar problemas como entrópio.

​E quanto ao ectrópio em cães?

Uma condição relacionada, chamada ectrópio, fazia as pálpebras rolarem para fora. Embora não faça com que os cabelos ou os cílios esfreguem contra os olhos, o ectrópio deixa muito do olho exposto, deixando-o vulnerável à irritação e lesões causadas por detritos que entram no olho.​