Quando você sente calor ou até mesmo calor, é provável que seu gato também sinta. E nossos amigos felinos podem ser suscetíveis a superaquecimento, insolação, desidratação e outras doenças relacionadas ao calor, assim como nós.

Durante os dias quentes, úmidos ou especialmente quentes, os gatos correm maior risco de insolação e superaquecimento.

A insolação em gatos não é diferente do que em outras espécies. É a incapacidade do corpo de se resfriar adequadamente, geralmente diante de altas temperaturas e / ou umidade do ambiente. A insolação é uma emergência médica e requer tratamento imediato pelo seu veterinário.

Para ajudar a proteger sua preciosa bola de pelo, aprenda os sinais comuns de superaquecimento de um gato, os comportamentos a serem observados e o que fazer se achar que seu gato está tendo uma insolação.

O seu gato está superaquecendo? Perigos e cuidados com o calor em felinos 1

Veterinária especialista em gatos

Nós contamos com nossa veterinária especialista em gatos Dra Daisy Rodrigues CRMV-SP 29815. Ela é médica veterinária formada pela UNIABC, especialista em anestesia e felinos. A Clínica Veterinária UAU UAU QUE MIA atende tutores de toda a região metropolitana de São Paulo. Veja nossa especialidade e entre em contato.

7 sinais de superaquecimento do seu gato

Se o seu gato exibir qualquer um dos seguintes sintomas – especialmente se estiver calor lá fora – ele pode estar em risco de doenças relacionadas ao calor:

  • Gato ofegante
  • Inquietação
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Gomas vermelho-escuras ou acinzentadas
  • Letargia
  • Temperatura corporal aumentada
  • Vocalizando
O seu gato está superaquecendo? Perigos e cuidados com o calor em felinos 2
Gato com calor

Alívio para exaustão por calor em gatos

  1. Dê ao seu gato bastante água fresca. Esta é uma prioridade durante todo o ano, não apenas quando está calor lá fora. Adicione um cubo de gelo ou dois à tigela de água para manter a água agradável e fresca. Meus gatos também gostam de lamber os cubos de gelo.
  2. Fornece um local fresco para tirar uma soneca. Para fazer isso, encha uma garrafa de água com água e congele. Enrole a garrafa congelada em uma toalha e coloque-a na cama ou na árvore do seu gato. Dessa forma, ele será capaz de controlar sua própria temperatura corporal interna conforme necessário.
  3. Execute ventiladores de caixa. Mantenha o ar circulando em toda a casa.

Freqüentemente, os gatos se encarregam de encontrar locais com sombra ou frios, como sob estruturas, perto de aberturas de ventilação ou ventiladores. Como você pode ajudar se perceber exaustão pelo calor em gatos?

Leve o gato para um ambiente fresco, calmo e relaxante. Reduzir o estresse do seu gato e mantê-lo calmo pode ajudar a manter a situação sob controle.

Se seu animal de estimação mostrar algum desses sinais, ou você suspeitar que ele está com insolação, faça todos os esforços para minimizar o estresse e mantê-los calmos. Entre em contato e transporte seu gato para um veterinário ou um hospital veterinário de emergência imediatamente.

Em alguns casos, a água pode ajudar a aliviar a exaustão pelo calor em gatos, mas existem maneiras específicas de proceder. E isso só se a água não forçar ainda mais o seu gato.

Se a água não estressar seu gato, você pode enxaguá-lo em água fria (não fria). Não coloque cubos de gelo em seu gato ou mergulhe-o na água, pois isso pode aumentar seu nível de estresse, colocando-o em um risco ainda maior de complicações médicas.

Outras maneiras de ajudar a resfriar o superaquecimento de um gato incluem:

  • Trazê-lo para uma sala fria ou com ar-condicionado
  • Esfregando o gato com uma toalha úmida
  • Disponibilize água potável em todos os momentos

Se o seu gato se recusar a beber, use um conta-gotas ou seringa para colocar algumas gotas de água na boca de cada vez. Não jogue água na boca ou garganta, pois pode causar asfixia.

Quais gatos correm maior risco de superaquecimento?

Qualquer gato pode estar em risco de insolação, mas algumas raças de gatos podem ser mais suscetíveis ao superaquecimento. Por exemplo, raças braquicefálicas (nariz curto) estão em risco de problemas respiratórios.

Algumas raças – por exemplo, persas e himalaias – podem ser predispostas a desenvolver insolação ou serem especialmente sensíveis aos efeitos do calor e da umidade e incapazes de se resfriarem com eficácia.

Um exame físico feito por seu veterinário pode ajudar a determinar a composição corporal e facial do seu gato, se você não tiver certeza. Quer o seu gato se enquadre ou não na categoria de alto risco, os especialistas veterinários recomendam manter todos os gatos longe do sol, tanto quanto possível.

Assim como acontece com os humanos em climas quentes, eles precisam de sombra, áreas frescas e água para se manterem hidratados. Os gatos geralmente ficam mais protegidos quando estão dentro e em uma área fria. Se os sinais de insolação não diminuírem, entre em contato com o veterinário imediatamente.

Os gatinhos são especialmente sensíveis

Os gatinhos, especialmente os muito jovens, podem ser mais suscetíveis ao clima quente do que os gatos adolescentes e adultos. Se você tiver uma nova ninhada de gatinhos, mantenha a mãe e os bebês longe do sol direto ou de outras áreas quentes de sua casa. Da mesma maneira, não os mova para uma área muito fria. Temperaturas extremas podem afetar negativamente a saúde dos gatinhos.

  • Não se preocupe: os gatinhos podem ficar quentes ao toque, mas isso é normal.
  • Fique preocupado: Se você ver qualquer um dos sinais mencionados acima, ou se os gatinhos parecerem particularmente quentes e sem resposta, chame seu veterinário imediatamente.

Preocupações especiais para gatos jovens e adultos

Gatos adolescentes e adultos lidam melhor com temperaturas mais altas – mas aqueles com casacos totalmente brancos ou casacos com manchas brancas podem enfrentar outro problema relacionado ao sol.

Gatos com pelo branco podem sofrer queimaduras solares e que as queimaduras solares prolongadas podem levar a um tipo de câncer de pele em gatos. Pode ser interessante aplicar um protetor solar suave nas orelhas e nariz do seu gato.

Os gatos com pelo branco correm o risco de queimaduras solares.

  • Não se preocupe: se você colocou um protetor solar seguro para gatos nas orelhas e no nariz do seu gato, ele pode aproveitar suas sonecas ensolaradas.
  • Fique preocupado: a pele excessivamente rosada (que se parece com a sua quando você toma muito sol) ou pequenas feridas nas bordas das orelhas são sinais de queimadura de sol. Leve-o ao veterinário assim que puder para obter conselhos sobre o tratamento.

Gatos idosos e sensibilidade ao calor

Como os gatinhos, os gatos mais velhos podem ser mais sensíveis ao calor do que os gatos adolescentes e adultos. Os gatos mais velhos também têm maior probabilidade de dormir em locais ensolarados ao redor da casa, portanto, fique de olho no seu idoso quando a temperatura subir.

  • Não se preocupe: seu pai provavelmente saberá quando tiver tempo suficiente ao sol e poderá se retirar para um local com sombra na casa.
  • Fique preocupado: se seu gato mostrar algum dos sinais de insolação descritos por Brunt, leve-o ao veterinário imediatamente.