O diabetes é uma doença comum em gatos que afeta a capacidade de processar adequadamente o açúcar. A obesidade é um grande fator de risco para diabetes em gatos, mas a diabetes também pode ter outras causas, como pancreatite e certos medicamentos. Com um tratamento agressivo usando insulina e dieta, é possível que alguns gatos entrem em remissão e não precisam mais de insulinoterapia. 

São muitos os sintomas da diabetes em gatos e diversos são os tipos de tratamentos da diabetes mellitus felina.

No entanto, muitos gatos necessitam de tratamento com insulina ao longo da vida. Além da insulina, a nutrição desempenha um papel fundamental no tratamento de gatos com diabetes.

Considerações nutricionais para gatos com diabetes

Nutrição de gato com diabetes

Calorias

Estar acima do peso dificulta o controle do açúcar no sangue dos gatos. Portanto, é importante medir a comida e monitorar o peso do seu gato com cuidado. Para gatos com excesso de peso, recomenda-se a quantidade de alimentos medidos e pesagens frequentes para promover uma perda de peso lenta e segura. A perda de peso pode reduzir as necessidades de insulina de um gato, por isso é necessário um monitoramento cuidadoso.

Existem dietas veterinárias especiais comercializadas para gatos com diabetes, mas, infelizmente, muitas delas, especialmente as dietas secas, são muito ricas em calorias, o que pode dificultar a perda de peso ou a manutenção do peso ideal. É importante conversar com seu veterinário sobre a melhor dieta para seu gato.

Carboidratos

Dietas com menos carboidratos podem ser benéficas para alguns gatos com diabetes, mas a quantidade e o tipo ideais de carboidratos para gatos diabéticos ainda são desconhecidos. Alguns gatos diabéticos também têm outros problemas de saúde, como doença renal, que podem não ser o ideal para dietas com pouco carboidrato. Dietas com pouco carboidrato, especialmente dietas secas, costumam ser muito ricas em calorias. Por esses motivos, simplesmente escolher a dieta mais baixa em carboidratos disponível pode não ser a melhor opção para todos os gatos diabéticos.

Dietas com menos carboidratos podem ser benéficas para alguns gatos com diabetes, mas a quantidade e o tipo ideais de carboidratos para gatos diabéticos ainda são desconhecidos.

Consistência

É importante manter todos os alimentos e guloseimas o mais consistente possível. Isso significa manter a marca, o produto e até o sabor da comida do seu gato e trata o mesmo todos os dias. Alimentos secos e enlatados (mesmo da mesma marca / nome do produto) são formulados de maneira diferente e não são intercambiáveis ​​sem antes consultar seu veterinário.

Horário de alimentação

Normalmente, recomendamos que os gatos diabéticos sejam alimentados com uma quantidade medida de alimento duas vezes ao dia no momento da administração da insulina. Enquanto a maioria dos gatos pode ser convertida em refeições duas vezes ao dia, alguns preferem pastar nos alimentos ao longo do dia, o que pode funcionar para alguns gatos diabéticos (principalmente aqueles com baixo peso), dependendo do tipo de insulina que recebem. Seu veterinário pode ajudá-lo a desenvolver um plano médico e nutricional ideal para o seu gato.

Fibras

Para alguns gatos, a fibra pode ser útil no controle do açúcar no sangue. A fibra também pode ter alguns benefícios para os gatos com excesso de peso, ajudando-os a se sentirem mais cheios com menos calorias.

Proteínas

Felinos com diabetes tendem a perder massa muscular, especialmente quando o açúcar no sangue ainda não está bem controlado. Alimentar dietas com proteínas mais altas para gatos com diabetes pode ajudar a manter a massa muscular, mas seu veterinário pode ajudá-lo a determinar a quantidade certa para o seu gato.

Textura

Dietas secas e enlatadas podem ser fornecidas a gatos diabéticos. O perfil nutricional é mais importante que a forma do alimento. Dietas enlatadas são freqüentemente, mas nem sempre, mais baixas em carboidratos. Eles também tendem a ser mais ricos em proteínas e gorduras, o que pode não ser ideal para todos os gatos. A nutrição é parte integrante dos cuidados para um gato com diabetes. No entanto, cada gato é um indivíduo, portanto, não deixe de trabalhar com seu veterinário para ajustar a dieta de seu gato para otimizar seus cuidados.