Os cães braquicefálicos também são conhecidos como raças de focinho curto ou focinho achatado. Exemplos bem-amados incluem bulldogs, boxers, shih tzus e pugs. Vejamos os problemas de saúde que podem afetar os cães braquicefálicos e compartilhe algumas dicas práticas para ajudá-lo a manter seu cão de focinho curto seguro, feliz e saudável.

Os cães braquicefálicos também são conhecidos como raças de focinho curto ou focinho achatado. Exemplos bem-amados incluem bulldogs, boxers, shih tzus e pugs. Mas, apesar de sua popularidade, os cães braquicefálicos são propensos a uma variedade de problemas de saúde que podem torná-los difíceis de cuidar.

No post de hoje vamos dar uma olhada nos problemas de saúde que podem afetar os cães braquicefálicos. Também compartilharemos algumas dicas práticas para ajudá-lo a manter seu cão de focinho curto seguro, feliz e saudável.

Síndrome Braquicefálica

A síndrome braquicefálica ou síndrome obstrutiva das vias aéreas braquicefálicas (BAOS) é uma doença do sistema respiratório superior. Ocorre em cães braquicefálicos como resultado de seus ossos do crânio encurtados.

Os sintomas da síndrome braquicefálica incluem narinas estenóticas (narinas estreitas ou colapsadas), estenose traqueal (uma traquéia anormalmente estreita) e um palato mole alongado que pode se estender até a garganta. Embora todos os cães de nariz curto sejam afetados pela síndrome braquicefálica em algum grau, os sintomas podem variar de bufar inofensivo a problemas respiratórios graves e com risco de vida.

Veterinária em Santo André

A Uau Uau Que Mia atende toda a região metropolitana de São Paulo. Marque uma consulta para seu cachorro ou gato. Contamos com diversas especialidades, exames, cirurgias, remédios e mais.

Lista de raças de cães braquicefálicos

  • Affenpinscher
  • bulldog americano
  • boston terrier
  • Boxer
  • Griffon de Bruxelas
  • Buldogue
  • Bullmastiff
  • cane corso
  • Cavalier King Charles Spaniel
  • chow chow
  • Dogo Argentino
  • Dogue de Bordéus
  • Bulldog francês
  • queixo japonês
  • Lhasa Apso
  • mastim
  • mastim napolitano
  • Terra Nova
  • pequinês
  • pug
  • Shar Pei
  • Shih Tzu
  • Staffordshire Bull Terrier
  • Spaniel tibetano
Como cuidar de um cão braquicefálico 41

Dicas de cuidados diários

Nesta seção do post, compartilharemos algumas dicas simples para ajudá-lo a minimizar os sintomas da síndrome braquicefálica e proteger a saúde geral do seu cão.

Exercício

O excesso de exercícios em um cão braquicefálico pode levar a sintomas potencialmente perigosos, incluindo dificuldades respiratórias e colapso ou desmaio. Por esse motivo, é importante limitar o exercício e evitar a superexcitação.

Certifique-se de passear com seu cachorro em um ritmo suave e faça muitas pausas para que ele possa descansar e se refrescar. Também recomendamos o uso de um arnês em vez de um colar para evitar a obstrução da traqueia que pode levar a problemas respiratórios.

Segurança em tempo quente

Cães braquicefálicos são propensos a intolerância ao calor, por isso é especialmente importante limitar o exercício durante o tempo quente. Em dias muito quentes, é melhor manter seu cão dentro de casa ou passear com ele no início ou no final do dia para evitar o pior do calor.

Nunca deixe seu cão sozinho ao ar livre e certifique-se sempre de fornecer bastante água potável. Também é vital monitorar seu filhote em busca de sinais de exaustão pelo calor ou insolação , como respiração ofegante, taquicardia, letargia extrema e sede excessiva.

Controle de peso

A obesidade em cães braquicefálicos pode exacerbar os sintomas da síndrome braquicefálica. Estes incluem problemas respiratórios, como ronco e respiração ruidosa, bem como intolerância ao calor e ao exercício. Sempre alimente seu cão com uma dieta balanceada e apropriada para a espécie e evite superalimentação. Isso ajudará a controlar seu peso e mantê-lo dentro de uma faixa saudável.

Procure alimentos com uma fonte de proteína de alta qualidade como ingrediente principal e evite aqueles com ingredientes de enchimento de baixa qualidade, como milho, subprodutos de carne e conservantes artificiais. Suplementos naturais, como óleo de coco, também podem ser adicionados à dieta do seu cão para aumentar o metabolismo, suprimir o apetite e ajudar na perda de peso.

Segurança de viagem

Um transportador de viagem espaçoso, robusto e bem ventilado é um item essencial para qualquer dono de um cão braquicefálico. Uma boa transportadora manterá seu cão confortável e seguro, esteja você fazendo uma curta viagem ao veterinário ou saindo de férias.

Se o seu animal de estimação estiver viajando na cabine de um avião, certifique-se de comprar uma caixa de transporte aprovada pela companhia aérea que o manterá fresco e confortável. Esteja ciente de que viajar no compartimento de carga de um avião pode ser mortal para cães braquicefálicos e deve ser evitado a todo custo. De fato, estatísticas recentes do USDA revelaram que mais de 50% de todos os cães que morreram em aviões americanos eram de raças braquicefálicas.

Saúde geral

Além dos problemas respiratórios causados pela síndrome braquicefálica, os cães de focinho curto são propensos a vários outros problemas de saúde. Alguns dos mais comuns são lesões oculares, problemas dentários e problemas de pele.

Cuidados com os olhos

Cães braquicefálicos têm olhos protuberantes e cavidades oculares rasas que dificultam o fechamento total das pálpebras. Por esta razão, eles são suscetíveis a uma variedade de problemas oculares, incluindo danos na córnea, ulceração e infecção.

Cães braquicefálicos também são vulneráveis a uma condição médica conhecida como proptose (deslocamento do olho). Em casos graves, trauma na cabeça pode fazer com que o globo ocular se desloque totalmente de sua órbita. Cães com essa condição exigirão tratamento médico de emergência para salvar sua visão.

Outros problemas oculares comuns em cães braquicefálicos incluem olhos secos ou lacrimejantes e entrópio, uma condição na qual as pálpebras se curvam para dentro e causam irritação na superfície da córnea.

Fale com o seu veterinário se o seu animal de estimação apresentar sintomas de problemas oculares, como vermelhidão, irritação, olhos secos ou lacrimejamento excessivo. Também é importante agendar exames oftalmológicos regulares com seu veterinário para verificar se há problemas nos olhos do seu cão.

Cuidado dental

Por causa de sua face plana e mandíbulas curtas, os dentes dos cães braquicefálicos costumam estar superlotados. Isso pode resultar em problemas dentários, incluindo acúmulo de placa e doença periodontal. Veja sobre limpeza de tártaro em cachorro.

É uma boa ideia iniciar uma rotina de limpeza dos dentes o mais cedo possível na vida do seu cão. Isso garantirá que eles se adaptem facilmente à limpeza regular dos dentes. Idealmente, você deve limpar os dentes do seu animal de estimação diariamente para garantir uma boa saúde bucal.

A maneira mais simples de escovar os dentes do seu cão é aplicando uma pequena quantidade de óleo de coco em um pedaço de gaze umedecido e, em seguida, escovando com movimentos suaves para limpar os dentes e as gengivas. Seu cão vai adorar o sabor adocicado do óleo, e a gaze facilitará muito a tarefa de escovar! 

Também é importante providenciar para que seu animal de estimação faça exames dentários regulares com seu veterinário. Isso garantirá que quaisquer problemas na boca do seu animal de estimação sejam detectados desde o início, antes que representem um sério problema de saúde.

Cuidados com a pele

Por causa de seus crânios encurtados, muitos cães braquicefálicos têm rugas faciais profundas e dobras cutâneas. Se você possui um cão braquicefálico, a limpeza regular dessas áreas é vital para prevenir doenças de pele, como dermatite de dobras cutâneas , piometra e infecções fúngicas.

Como parte da rotina regular de higiene do seu cão, use um pano úmido para limpar suavemente a sujeira e os detritos das dobras da pele. Não recomendamos o uso de lenços que contenham produtos químicos, pois podem irritar a pele do seu animal de estimação.

Depois de limpar e secar a área, aplique uma pequena quantidade de óleo de coco de grau terapêutico nas dobras faciais do seu animal de estimação. O ácido láurico no óleo de coco tem propriedades antibacterianas, antivirais e antifúngicas. Isso o torna ideal para prevenir e tratar infecções causadas por vírus e supercrescimento de leveduras ou bactérias.

Veterinária em Santo André, SP

Médica veterinária em Santo André

O checkup do seu cachorro ou gato não está em dia? Tem alguma dúvida sobre a saúde do seu pet? Marque uma consulta! Trabalhamos com especialistas em Endocrinologia, Oftalmologia, Ortopedia, Oncologia veterinária, dermatologia veterinária em Santo André.

Atendemos todas as cidades da região metropolitana de São Paulo.
Segunda à sexta das 8h às 20h e sábados das 9h às 14h!

6 raças de cães de cara achatada mais populares

1. Bulldog Francês

Quase conquistando o primeiro lugar na lista de raças de cães mais populares de 2020 do AKC, o amigável buldogue francês ficou em segundo lugar, e é fácil entender por quê. As orelhas pontudas desses filhotes minúsculos são tão atraentes quanto suas personalidades descontraídas, adequadas para qualquer família .

2. Bulldog

O buldogue inglês do quinto lugar é talvez mais reconhecível por sua fachada carrancuda, mas não deixe que ele o engane – por mais rabugentos que possam parecer, esses meninos e meninas de ossos grandes são idiotas no coração.

3. Boxer

Estacando sua reivindicação em 14º lugar está a boxeadora , que pode ser um pouco mais ativa do que seus outros irmãos braquicefálicos. Os boxeadores foram criados como cães de trabalho e gostam de usar sua energia natural para entreter os membros da família e serem ativos juntos ao ar livre (nas temperaturas mais baixas!). 

4. Cavalier King Charles Spaniel

Atencioso e adaptável a famílias grandes e pequenas, jovens e velhos, o 17º classificado Cavalier King Charles spaniel fica feliz em casas de todas as formas e tamanhos, acompanhando crianças calamitosas e relaxando com idosos serenos com a mesma facilidade. Além disso, eles combinam bem com cães e gatos em lares com vários animais de estimação.

5. Shih Tzu

Shih tzus adora companhia, seja com seus humanos ou outros animais. Eles coexistem bem com gatos e outros cães, tornando-se irmãos peludos ideais.

Fechando o top 20, é quase certo que o shih tzu reivindicará seu colo – na verdade, esta raça chinesa centenária já agraciou o colo da antiga realeza chinesa. Eles podem ter começado centenas de anos atrás, mas continuaram a ser companheiros constantemente próximos de seus donos desde então.

6. Pug

Pugs têm temperamentos descontraídos e são cães que gostam de ficar em casa, perfeitos para viver em apartamentos ou espaços menores. Pugs não exigem muito exercício, mas exigem caminhadas e atividades regulares, que é onde alguns problemas de saúde entram em jogo. Entre o apetite e a propensão à preguiça, em muitos aspectos, os pugs são seus piores inimigos quando se trata de lutar contra os problemas de saúde dos pugs.

Mas, como todo dono de pug sabe, infelizmente, nossos bebês são propensos a alguns problemas. Existem problemas de saúde específicos da raça pug causados ​​por seu crânio braquicefálico (plano), que lhes dá uma aparência distinta. Infelizmente, problemas respiratórios, alergias, problemas oculares e muito mais acompanham o charme da raça pug.

  • Categoria do post:Veterinária
  • Última modificação do post:24 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:16 minutos de leitura

Veterinárias Uau Uau Que Mia

Situada em Santo André há mais de 15 anos, a Clínica Veterinária UAU UAU QUE MIA é dedicada a oferecer excelência em atendimento médico veterinário. Nosso diferencial está na qualidade e atenção aos nossos pacientes animais. Com uma equipe de profissionais altamente qualificados, fornecemos serviços especializados e inovadores para garantir a comodidade e satisfação de nossos clientes. Todos os produtos utilizados são rigorosamente testados e escolhidos com o objetivo de promover a saúde e o bem-estar dos pets.