Entre as doenças ortopédicas mais comuns em cães, a artrite está sempre na lista. Sendo uma demanda crescente entre nossas consultas veterinárias em nossa clínica em Santo André, nosso ortopedista veterinário atende diversos casos ao longo do tempo.

Em síntese, aqui está o que você precisa saber sobre esta doença:

  • A artrite é muito comum em cães mais velhos, pois a função articular se deteriora com a idade
  • Mas pode afetar cães mais jovens após uma lesão ou aqueles com problemas de desenvolvimento ósseo e articular
  • O controle de peso e exercícios diários adequados são vitais para ajudar a controlar os sintomas
  • Os tratamentos com medicamentos ajudam a aliviar a dor e aumentar a mobilidade. A cirurgia para artrite em cachorros é uma alternativa
Artrite em cachorro

O que é artrite?

A artrite é uma condição que causa inflamação nas articulações, tornando os movimentos dolorosos e difíceis. Osteoartrite, também conhecida como doença articular degenerativa, é o termo usado para descrever a deterioração progressiva das articulações como resultado da inflamação.

Diferença entre artrite e artrose em pets

Primeiramente, toda artrose é um artrite. De maneira simples, a artrite caracteriza-se por uma inflamação da articulação que pode ocorrer dos diversos motivos (doenças autoimunes, fatores genéticos, quedas, má nutrição, infecções, entre outros) e a artrose por um processo inflamatório crônico que aparece geralmente em animais mais velhos, a partir dos 5 anos de idade.

A artrose é uma doença articular crônica, também chamada de osteoartrite ou doença articular degenerativa (DAD), representando cerca de 70% dos problemas articulares em cães, tendo sua progressão lenta, podendo ser decorrente da artrite, de processos autoimunes, sobrecarga articular e outros fatores. 

Por fim, a diferença entre elas, é que a artrite é uma inflamação aguda, que tem ação rápida e a artrose é uma inflamação mais lenta e crônica.

A artrite geralmente acomete cães na faixa etária dos 5 – 6 anos, e nos casos de artrose 50% estão relacionados a animais entre 8 – 13 anos e 20% em cães idosos (de 10 a 20 anos).

Veterinária em Santo André, SP

Médica veterinária em Santo André, SP

Se a avaliação veterinária do seu cachorro não está em dia ou você tem dúvida sobre a saúde do seu cachorro já que ele parece muito ofegante, fale conosco!

Trabalhamos com especialistas em Endocrinologia, Oftalmologia, Oncologia veterinária. Atendemos todas as cidades da região metropolitana de São Paulo, nosso horário é flexível, das 9h às 21h durante a semana e das 9h às 17 aos sábados!

Fale conosco para marcar uma consulta

Tratamento para artrite em cães em São Paulo

Nossa clínica conta com Ortopedista veterinário em Santo André, que oferece consulta ortopédica, diagnóstico de doenças e traumas, tratamento, medicamentos e acompanhamento da doença ortopédica do seu cachorro.

Quais são os sinais e sintomas da artrite em cães?

A artrite é uma doença progressiva com sintomas que se desenvolvem gradualmente e pioram com o tempo. A primeira coisa que você provavelmente notará é o seu cão começando a desacelerar; eles podem ir mais devagar nas caminhadas, relutar em brincar tanto ou podem não subir mais as escadas ou pular em sua cadeira favorita. Reserve seu cão para um check-up veterinário se você notar algum desses sinais.

Existem muitos sinais que podem indicar que seu cão está sofrendo de artrite, embora a maioria dos cães sejam criaturas que resistam a dor e tendem a mascarar os sinais Os sinais podem incluir um ou mais dos seguintes:

  • Relutância em andar, subir escadas, pular ou brincar
  • Claudicação / claudicação
  • Ficar para trás nas caminhadas
  • Dor ou rigidez ao subir ou descer
  • Gritando ao ser tocado
  • Uma mudança na personalidade (agressão quando normalmente bem-humorado)
  • Lambendo as articulações afetadas
Artrite em cachorros - sintomas, tratamento e cuidados 1

Esses sinais se tornam mais evidentes à medida que a artrite progride e a dor piora. Como resultado das alterações ocorridas nas articulações afetadas, a artrite em cães não é uma condição que possa ser curada. No entanto, a dor e o desconforto podem ser controlados e gerenciados com eficácia.

O que causa artrite em cães?

Mais comumente, a artrite afeta cães mais velhos e é causada pelo desgaste das articulações. 

Mas também pode ser o resultado de:

  • Uma lesão, como lesão de ligamento ou ossos quebrados
  • Displasia do quadril, que é uma deformidade das articulações, muitas vezes causada por má procriação
  • Subdesenvolvimento das articulações, causado por pouco ou muito exercício durante a infância

Raças mais propensas

Algumas raças caninas são apontadas pelos veterinários como mais propensas a desenvolver a artrite e doenças afins. Isto se dá especialmente pelo fato de serem predispostas a outras doenças como a displasia coxofemoral. Por exemplo:

  • Rottweiler
  • Pastor Alemão
  • Pit Bull
  • Labrador
  • Golden Retriever 

Em síntese, cerca de 45% dos cães com artrite pertencem a raças de grande porte. Dentre eles, mais de 50% são de raças gigantes, apenas 28% são de tamanho médio e 27% pequenos.

Ainda podemos considerar a luxação patelar, comum em Yorkshire Terrier, Poodle e Spitz Alemão, e doenças da coluna vertebral, como no Dachshund ou nos Bulldogs, como exemplos de doenças que desencadeiam artrites e artroses. 

Como a artrite pode ser diagnosticada?

Seu veterinário pode diagnosticar artrite com base em um histórico de sintomas e provavelmente fará um exame físico para testar a rigidez, dor e / ou inchaço da articulação. Quando houver suspeita de artrite em cães mais jovens, ou se houver a possibilidade de cirurgia nas articulações que possa ser útil, raios-X ou outras varreduras podem ser feitas para estabelecer a causa subjacente.

Exames

Para o diagnóstico de artrite e artrose existem exames variados. Exame clínico, laboratorial e de imagem são os mais comuns. Em casos mais avançados, podemos avaliar a estrutura óssea com a presença de osteofitos, que podem se desenvolver em volta da articulação. Raio-X, tomografia, análise do líquido sinovial e biópsia de cartilagem, que avalia o grau de lesão da cartilagem, são outras opções.

Como é o tratamento de artrite em cachorros

Todos os tratamentos citados abaixo possuem suas recomendações e restrições que variam conforme o caso. Consulte sempre um médico veterinário que indicará o melhor tratamento para seu animal de estimação.

  • Controle de peso
  • Dietas adequadas
  • Exercícios e fisioterapia
  • Anti-inflamatórios e outros medicamentos para diminuir a dor
  • Suplementos a base de Condroitina e Glucosamina
  • Adequação do local onde o animal vive
  • Cirurgia veterinária

Não há cura para a artrite, mas a dor geralmente pode ser controlada com antiinflamatórios e / ou analgésicos. O alívio da dor melhora a mobilidade, o que ajuda a manter a massa muscular de suporte. 

O controle de peso é vital para controlar os sintomas e suplementos eduzem a rigidez, promovem uma melhor saúde das articulações e aumentam a mobilidade. Mas os cães com artrite provavelmente precisam de medicamentos; o seu veterinário poderá aconselhar sobre isso. Massagem, fisioterapia e hidroterapia também podem ajudar. 

Cirurgia Veterinária em Santo André

Em alguns casos, a cirurgia pode ser recomendada, mas é improvável que ela restaure a função articular perfeita para o resto da vida. Novas terapias, como a terapia com células-tronco, também estão se tornando mais disponíveis para cães e algumas parecem produzir resultados promissores.

Como posso controlar a artrite do meu cão?

Uma dieta saudável, manter um peso ideal e a quantidade certa de exercícios também melhora os sintomas. Discuta com seu veterinário qual regime de exercícios é melhor para seu cão, mas – em geral – pouco e freqüentemente é melhor do que longas caminhadas. Se seu animal de estimação estiver mancando no caminho de volta, provavelmente ele exagerou. Descanse seu animal de estimação nos dias em que estiver manco ou rígido.

Fornecer uma cama macia e confortável ajudará a aliviar a pressão das articulações do seu cão durante o repouso. Rampas para subir todas as escadas que eles precisem subir ou para ajudá-los a entrar no carro também irão beneficiar seu cão se ele estiver sofrendo de artrite.

A artrite pode ser prevenida?

A artrite relacionada à idade não pode ser evitada, mas você certamente pode fazer uma série de coisas para ajudar a reduzir o risco e retardar o início e a gravidade dos sintomas. Conforme detalhado acima, isso inclui controlar o peso por meio de uma dieta saudável e exercícios regulares.

O risco de displasia do quadril, que pode causar artrite e é particularmente prevalente em certas raças, pode ser reduzido por boas práticas de criação, incluindo a pontuação do quadril de pais em potencial.

Qual é o prognóstico para cães com artrite?

Isso vai variar muito entre os casos. Porém, com um manejo cuidadoso, é possível que os cães afetados tenham uma boa qualidade de vida. No entanto, os proprietários precisam estar cientes de que certas atividades, como caminhadas muito longas ou treinamento de agilidade, podem não ser possíveis

Como cuidar de cachorro com artrite

O primeiro passo para controlar a artrite é agendar uma consulta com seu veterinário para um exame clínico completo. A fim de diagnosticar com precisão a condição do seu cão, uma anestesia geral e radiografias geralmente são necessárias para determinar exatamente o que está acontecendo nas articulações do seu cão. Um plano multi-direcionado pode então ser elaborado para sua situação individual.

Para ajudar seu cão a ser feliz e aproveitar a vida novamente, existem 3 áreas importantes nas quais nos concentraremos:

Controle de peso

Este é o aspecto mais importante do manejo de qualquer animal com artrite. Animais com excesso de peso colocarão proporcionalmente mais peso em suas articulações e, portanto, causam inflamação e irritação mais localizadas nas articulações – o que, por sua vez, pode acelerar a progressão da artrite. Pergunte-nos sobre nossa clínica gratuita de perda de peso

Gerenciamento de exercícios

O exercício é uma parte muito importante do controle da artrite. O exercício regular controlado (caminhada com guia, natação) é extremamente benéfico para manter as articulações móveis e os músculos funcionando bem. O exercício descontrolado (perseguir bolas de tênis, correr para cima e para baixo nas dunas de areia) pode colocar pressão indevida nos ligamentos e resultar em danos permanentes nas articulações – infelizmente, a bola de tênis pode ter que ser retirada.

Mudanças no ambiente em casa

Em casos leves, algumas medidas simples tomadas em casa ajudarão a reduzir o nível de dor e desconforto. Certifique-se de que seu animal de estimação tenha um lugar quente e confortável para dormir, longe de correntes de ar. Muita roupa de cama ajudará a proteger qualquer dor nas articulações (uma cama trampolim com acolchoamento extra é o ideal). Fornecer rampa no jardim, como alternativa às escadas, e auxiliar na entrada e saída dos carros.