O Ano-Novo está aí e, com ele, a ceia. Ao trazer pratos principais e sobremesas de encher os olhos, tal refeição deixa humanos e pets com água na boca. Porém, é preciso lembrar que nem todos os alimentos consumidos no fim de ano podem ser oferecidos aos bichinhos de estimação.

Diferentes tipos de legumes, carnes e sobremesas podem causar sérios problemas de saúde aos pets e até levá-los a óbito.

Durante as festas, a tarefa de vigiar os bichos de estimação com a casa cheia é sempre mais difícil. Mesmo assim, veterinários recomendam que a família fique atenta e também procure avisar os convidados para que não deem comida aos bichinhos da residência.

Veja abaixo uma lista com os alimentos que podem ou não ser ingeridos pelos pets durante a ceia de Réveillon.

Alimentos proibidos

  • Salpicão: Esse tipo de mistura é denso demais para o estômago dos pets. Além disso, quase sempre, inclui maionese e uva passa, que são terminantemente proibidos.
  • Farofa: Nem pensar. Trata-se de um alimento rico em sal e gordura oxidada. Ou seja, um verdadeiro veneno para os bichinhos.
  • Molhos: São fortes demais para o estômago dos animais e podem até causar pancreatite e inchaço abdominal.
  • Rabanada: Pets estão proibidos de comer frituras. Além disso, doces caseiros desse tipo contêm muito açúcar, o que também é ruim para a saúde dos animais.
  • Panetone: Além de conter uva passa, a massa e as outras frutas cristalizadas presentes nesse tipo de alimento têm muito açúcar.
  • Chocotone: Tudo o que contém chocolate é proibido, já que o alimento tem teobromina em sua composição. Essa substância causa intoxicação e, caso seja ingerida em grande quantidade, pode até levar a óbito.
  • Nozes: Também estão proibidas, mas é preciso atenção redobrada com as macadâmias e castanhas do Pará. Elas são tóxicas para os cachorros e podem causar alergia.
  • Uva e uvas passas: Podem causar lesão renal aguda e até falência aguda dos rins.

Alimentos permitidos

  • Carnes: As partes magras são permitidas. As demais podem causar vômito e diarreia devido à concentração de gordura.
  • Arroz: Somente sem tempero e em porções pequenas.
  • Frutas e legumes: Banana, batata doce, cenoura, brócolis e maçã são permitidos. Mas tudo sem tempero, sal, açúcar e em pedaços menores para facilitar a mastigação e a digestão.
Alimentos proibidos e permitidos para Pets na Festa de Fim de Ano 1

Dicas e cuidados

Nada de restos ou sobras

Não dê restos de comida! Muitos dos alimentos que comemos na ceia de Natal tem muita gordura e podem causar pancreatite em pets. A pancreatite é extremamente desconfortável e pode ser perigosa para a saúde do seu animal de estimação. Você também não deve oferecer os restos de comida para evitar o sobrepeso em cachorro e o mal comportamento de pedir sobras o tempo todo!

Não dê os ossos que sobrarem ao seu cachorro. Os ossos cozidos são facilmente quebrados e podem causar danos dentários e perfurações internas.

Tigela de ração longe da mesa

Uma dica da clínica veterinária é evitar deixar a tigela de ração próxima à mesa em que todos estão ceando, já que os cães têm as suas táticas para tentar ganhar comida dos humanos. Ao perceber que as pessoas estão comendo, o cachorro perde o interesse pela ração e começa a chorar com aquela carinha de que quer ser alimentado. Quando não têm informação, as visitas ou os próprios tutores não resistem ao charme do pet e dão de comer a ele. Com a vasilha longe, isso se torna mais difícil de acontecer.

Cuide para o pet não engasgar

Alguns cães ou gatos costumam ficar bastante ansiosos e agitados quando alguém lhes oferece comida. Enquanto estão assim, correm o risco de engolir o alimento sem mastigar corretamente e engasgar. Em situações como essa, o melhor é fazer carinho no pet para acalmá-lo e dar de comer a ele só quando estiver mais tranquilo e sempre em pequenas porções. Também é preciso muito cuidado com ossos pequenos, quebradiços e caroços de fruta, já que, quando engolidos pelo pet, podem parar no estômago e/ou intestino, causando lesões bem grave.

Plantas e enfeites de Natal

As plantas que ficam no quintal ou fazem parte dos enfeites natalinos também merecem atenção especial para evitar acidentes com os pets. Afinal, espécies como a poinsettia, mais conhecida como “bico-de-papagaio” ou “flor de Natal”, são tóxicas para os animais. Caso venha a ingerir esse tipo de planta, o bichinho pode apresentar vômito ou diarreia, entre outras complicações. Por isso, é importante deixar vasos e adereços natalinos fora de alcance.